Umas das opções de passeio para serem feitas nos arredores de Visconde de Mauá é a visita à Parte Baixa do Parque Nacional de Itatiaia

Como tínhamos apenas 3 dias de viagem em Visconde, fizemos o seguinte. Reservamos o último dia para fazer o checkout bem cedo e, assim, conhecer o parque antes de voltar para o Rio de Janeiro.

Então, entramos no parque por volta das 9h e saímos às 15h, já entrando na Dutra para retornar ao Rio de Janeiro.

Há quem se hospede nas proximidades do parque, ou até mesmo em Resende, deixando para curtir as atrações da parte baixa com mais tranquilidade.

Mas fica essa dica caso esteja muito curioso e prefira aproveitar o gancho de uma estadia nessa região.

O Parque Nacional de Itatiaia

  • Dados sobre o parque:

Estrada Parque Nacional Km 8,5 – Cep. 27580-000 – Caixa Postal 83657 – Itatiaia-RJ
Fones: (24) 3352-1292 / 3352-2288 / 3352-6894

Como as políticas de ingresso, horário de visitação e regras dos parques nacionais podem mudar, sempre indicamos que se informe diretamente com o parque a respeito dessas informações no período em que estiver planejando sua viagem.

Colocaremos o link e dicas finais aqui na conclusão do post.

  • Circulando no parque

Quando fomos, pudemos entrar com o carro e circular de carro dentro do parque.

Sempre havia locais para estacionamento e, assim, fazíamos as paradas nas atrações que mais nos despertavam interesse. Com isso, caminhávamos apenas em alguns pontos.

A estrada principal era pavimentada e muito bem sinalizada.

  • Como chegar, saindo de Maringá

Saindo da Alameda gastronômica de Maringá, são aproximadamente 7 km até a sede do Parque Nacional de Itatiaia, na parte baixa:

Parte Alta x Parte Baixa

Existem 2 acessos ao Parque Nacional de Itatiaia.

A Parte Alta é ideal para trilhas mais intensas e travessias. Inclusive não é tão fácil chegar a essa sede, ao contrário do que acontece na parte baixa. O acesso a Parte Alta é através de Engenheiro dos Passos, 12km após Itatiaia..seria um outro caminho, e entendemos que merecia uma outra viagem, voltada mais para isso.

Já a Parte Baixa é muito mais visitada, tem acesso facilitado, e inclusive ficou a menos de meia hora de onde estávamos, o que permitiu que conhecêssemos e indicássemos como uma atração próxima. A Parte Alta é ideal para mais experientes e inclusive exige que seja assinado um Termo de Responsabilidade para quem decide seguir as trilhas.

Atrações da Parte Baixa do Parque Nacional de Itatiaia (Parte Baixa)

Na Parte Baixa, temos:

  • Lago Azul
  • Cachoeira Poranga
  • Piscina Natural do Maromba
  • Cachoeira Itaporani
  • Cachoeira Véu de Noiva
  • Três Picos

Algumas dessas atrações requerem uma trilha mais intensa, às vezes necessitando 1 dia inteiro do parque para conhecê-la.

Aqui não temos a pretensão de falar sobre todas, mas sim como ficou nosso roteiro, que coube perfeitamente em 5 horas de passeio, e foi suficiente para nos encantar em relação a esse parque nacional.

Como foi o nosso passeio no Parque Nacional de Itatiaia (parte Baixa)

Chegamos cedo no Parque, sem dificuldade

  • Chegando no parque

Para circular no parque é bem tranquilo, fizemos o tour de carro, estacionando nas  principais atrações .

É bem comum encontrar animais silvestres, especialmente macacos

A 1a parada foi no Centro de Visitante

  • Centro de Visitantes

O Centro de Visitantes traz informações gerais sobre o parque, maquetes, salas interativas, uma mistura de museu com centro cultural.

Costumamos começar nossos passeios por parques nacionais no centro para planejar as atrações que visitaremos e esclarecer dúvidas finais, ouvir conselhos de quem trabalha ali na área.

Mesmo lendo muito conteúdo na web, a opinião de quem está ali diariamente é sempre valiosa.

  • Lago Azul

Seguimos para o Lago Azul, que fica a cerca de 500m do centro. O acesso é muito tranquilo, tem escadas muito bem estruturadas.

Conta com uma piscina natural (Campo Belo), onde é possível nadar.

Esse trecho possui quiosques para piqueniques e trilhas de fácil acesso para caminhar na mata

  • Complexo da Maromba

Complexo Maromba está a aproximadamente 4 km do Centro de Visitantes. Ali temos Piscina Natural do Maromba, a Cachoeira Itaporani e a Cachoeira Véu de Noiva.

Tem estacionamento próximo. Por isso, seguimos de carro para otimizar o tempo até a região próxima. Estacionamos após a ponte e nos encantamos

  • Mirante do Último Adeus

Antes de sair do parque, fomos até o Mirante do Último Adeus.

Fica em direção à saída do parque, e é um lugar perfeito para contemplar a vista ao se despedir do parque.

A vista é estonteante!

Veja como é para subir até o mirante:

Incrível, não é mesmo?

Um detalhe é que ouvimos barulho de cobra quando subíamos essas escadas, e por isso fica a dica.

Sempre preste atenção, afinal, é o território da natureza, e não nosso. Ali, somos todos convidados.

Por isso deixamos o alerta nas dicas finais de conclusão do post.

Foi assim que nos despedimos do Parque Nacional de Itatiaia, e retornamos para o Rio de Janeiro. Uma experiência maravilhosa!

É um passeio para famílias?

Com certeza, famílias podem aproveitar muito essa opção de turismo ecológico.

O Vem que te conto tem um post muito detalhado sobre a experiência do casal com filho de 5 anos, vale a pena conferir 😉

Parque Nacional do Itatiaia – RJ

Dicas Finais

Não deixe de visitar o parque, lembrando sempre de:

  • Analisar as condições climáticas pois, em caso de chuva, podem ocorrer cabeças d’água nas cachoeiras.
  • Levar roupas leves, lanches e ter muita atenção com a natureza
  • Não se distanciar da trilha principal e, de preferência, ir acompanhado. Seguir apenas as trilhas autorizadas, indicadas no centro de visitantes.

Link oficial: http://www.icmbio.gov.br/parnaitatiaia/guia-do-visitante.html

Se você gostou desse post, compartilhe e siga as nossas redes sociais.

Você já esteve no parque?

Conta aqui nos comentários o que achou!

Camila Sales

Camila Sales

Redatora apaixonada por viagens e turismo. O que me deixa mais feliz que viajar e escrever? Ler os comentários no final do post =)
Camila Sales
Compartilhe: